UTILIZAÇÃO DE INDICADORES DE LITERACIA EM SAÚDE SOBRE PROCEDIMENTOS E ATITUDES DE ADOLESCENTES EM EDUCAÇÃO SEXUAL

Autores

  • Andreia Freitas Zompero Universidade Estadual de Londrina- UEL
  • Gessica Aparecida Machado UNOPAR
  • Fabiana Moreira Santos UNOPAR
  • Marcos Henrique Junior da Sila UNOPAR

DOI:

https://doi.org/10.22407/2176-1477/2021.v12i2.1493

Palavras-chave:

Gravidez na adolescência, IST na Adolescência, Literacia em saúde

Resumo

As infecções sexualmente transmissíveis e os casos de gravidez precoce têm causado preocupação para os órgãos de saúde em todo mundo.  Segundo a Organização Mundial de Saúde a cada dia, há mais de 1 milhão de novos casos de infecções sexualmente transmissíveis  em pessoas de 15 a 49 anos, chegando a mais de 376 milhões de novos casos anuais. Em relação ao HIV/AIDS, no Brasil, em 2018, foram diagnosticados 43.941 novos casos de HIV e 37.161 casos de AIDS – notificados no Sinan. Nos casos de gravidez na adolescência o número é de 400 mil por ano no Brasil. No mundo, são aproximadamente 16 milhões na faixa etária de 15 a 19 anos; e 2 milhões menores de 15 anos. Nesse sentido é necessário conhecer as ações dos adolescentes mediante práticas de prevenção. O objetivo deste estudo foi identificar procedimentos e atitudes de adolescentes quanto à prevenção de IST e gravidez não planejada com base na manifestação de indicadores de literacia em saúde utilizando abordagem quanti e qualitativa. Participaram do estudo 99 alunos do nonos anos de uma escola pública do município de Londrina, que já haviam tido aulas sobre essa temática nas aulas de Ciências e também por meio de oficinas pedagógicas realizadas por alunos do curso de Enfermagem de uma instituição particular da cidade. Os alunos responderam a oito perguntas extraídas do instrumento National Health Education Standards Developing an “Exit Competencies” Assessment Instrument (2004). As respostasforam analisadas com base em indicadores propostos no mesmo instrumento: aquisição da informação, estratégias para implementação e planejamento de procedimentos relacionados a estratégias em saúde. Os resultados indicam que os alunos apresentaram resultados satisfatórios quanto à negociação do uso do preservativo, atitudes frente à gravidez não planejada e quanto aos recursos disponíveis nas unidades de saúde, mas foram insatisfatório quanto à prevenção de IST.

Biografia do Autor

Andreia Freitas Zompero, Universidade Estadual de Londrina- UEL

Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Sagrado Coração , especialização em Biologia Aplicada à saúde, pela Universidade Estadual de Londrina (1998), mestrado em Ensino de Ciências e Educação Matemática pela Universidade Estadual de Londrina (2004). , doutorando em Ensino de ciências pela Universidade Estadual de Londrina (2012) , pós doutorado pela Universidade Estadual de Londrina com estágio realizado na Universidade do Minho -Portugal, atuando principalmente nos seguintes temas: aprendizagem significativa, ensino aprendizagem de ciências, ensino por investigação. Docente da pós graduação Stricto Sensu, mestrado em Ensino de Linguagens e tecnologias na UNOPAR.

Gessica Aparecida Machado, UNOPAR

Discente do curso de graduação em Enfermagem. Bolsita de Iniciação Científica do CNPq

Fabiana Moreira Santos, UNOPAR

Discente do curso de gaduação em Enfermagem. Bolsista de Iniciação Cinetífica da FUNADESP

Marcos Henrique Junior da Sila, UNOPAR

Discente do curso de Graduação em Enfermagem

Referências

ASSOCIAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA. Gravidez na adolescência, são mais de 400 mil casos por ano no Brasil. SP, 2019 Disponível em: https://amb.org.br/noticias/gravidez-na-adolescencia/ Acessado em 20 Dez de 2019.

COOL, C; VALLS, E. A. aprendizagem e o ensino dos procedimentos. In: COLL, C. et al. Os conteúdos na reforma: ensino e aprendizagem de conceitos, procedimentos e atitudes. Tradução Beatriz Affonso Neves. Porto Alegre: Artmed, 1998. p. 73-118.

DEUS, Lara. Jovens usam pílula do dia seguinte sem conhecimento adequado. Universidade de São Paulo. Disponível em: https://www5.usp.br/28796/jovens-usam-pilula-do-dia-seguinte-sem-conhecimento-adequado/. Acesso em 30 de março de 2020.

FIGUEIREDO, R; NETO, JA. Uso de contracepção de emergência e camisinha entre adolescentes e jovens. Revista da SOGIA-BR. abr-jun; 6(2):1-11, 2005. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/1325/cf735c8e2301ed928191717f821ecd635003.pdf Acesso em 7 de abril de 2020.

FONSECA, Angelica. Prevenção as DST/AIDS no ambiente escolar. Interface (Botucatu) 2002, vol.6, n.11, pp.71-88. Disponivel em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-32832002000200006&lng=pt&tlng=pt . Acesso em 20 de Nov de 2019.

GARMAN. J. F; HAYDUK, D.M; POSEY, N. L; CRIDER, D.A. National Health Education Standards Developing an “Exit Competencies” Assessment Instrument ERIC Clearinghouse, 2004.

KRABBE, Elisete Cristina. et al., Escola,sexualidade,práticas sexuais e vulnerabilidade para as infecções sexualmente transmissíveis (IST). Revista interdisciplinar de ensino, pesquisa e extensão v.4 n.1 2016. Disponível em: http://www.revistaeletronica.unicruz.edu.br/index.php/eletronica/article/view/4387/pdf_73 Acesso em 02 out 2019.

LIMA, G.K.S. et al. Autocuidado de adolescentes no período puerperal: Aplicação da teoria de orem. Revista de enfermagem UFPE on line, Recife, v. 11, n. 10, p. 4217-4225, out. 2017

LOPES,M.E; DEFANI,A.M. Os desafios da escola pública paranaense na perspectiva paranaense PDE: O papel do professor de ciências no trabalho de prevenção das dst’s (hiv) na escola. Cadernos PDE v.1 2016. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2016/2016_artigo_cien_uem_edmeamarizalopes.pdf . Acesso em: 20 de Dez de 2019.

MISNISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Vigilância em Saúde. Boletim Epidemiológico: HIV/AIDS 2019. DF, Numero especial, dez de 2019. Disponível em: https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2019/novembro/29/Boletim-Ist-Aids-2019-especial-web.pdf . Acesso em: 20 Dez de 2019.

MINAYO, M. C. de S. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 7. ed. Petrópolis: Vozes, 1997.

MOLINA, M.C.C; Stoppiglia P.G.S; Martins, C.B.G; Alencastro, L.C.S. Conhecimento de adolescentes do ensino médio quanto aos métodos contraceptivos. O Mundo da Saúde. São Paulo, 39(1):22-31, 2015 Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/periodicos/mundo_saude_artigos/Conhecimento_adolescentes_ensino.pdf. Acesso em 28 de março de 2020

LIMA, F.C.A; JESUS, F.B; Martins C.B.G; SOUZA, S.P.S; MATOS, K.F. A experiência e atitudes de adolescentes frente à sexualidade. Rev. O Mundo da Saúde, São Paulo - 37(4):385-93, 2013. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/artigos/mundo_saude/experiencia_atitudes_adolescentes_frente_sexualidade.pdf. Acesso 30 de março de 2020.

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DE SAÚDE. Organização Mundial da Saúde: A cada dia, há 1 milhão de novos casos de infecções sexualmente transmissíveis curáveis: OPAS/OMS; DF, 2019. Disponivel em: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5958:a-cada-dia-ha-1-milhao-de-novos-casos-de-infeccoes-sexualmente-transmissiveis-curaveis&Itemid=812 . Acesso em: 18 de Set de 2019.

PLUTARCO, Lia, Wagner.et al . A influência da confiança no parceiro na decisão do uso da camisinha. Psic., Saúde & Doenças, vol.20 no.1 Lisboa mar. 2019. Disponível em:

http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862019000100018. Acesso em 31 de março de 2020.

POZO, J. I; GÓMEZ CRESPO, M. A. A aprendizagem e o ensino de ciências: Do conhecimento cotidiano ao conhecimento científico. Tradução Naila Freitas. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

RUSSO, K.; ARREGUY, E. M. Projeto “Saúde e prevenção nas escolas”: percepção de professores e alunos sobre a distribuição de preservativos masculinos no ambiente escolar. Physis: Revista saúde coletiva v.2 p.501-523 2015. Disponível em: <https://www.scielosp.org/article/physis/2015.v25n2/501-523/. Acesso em 02 out 2019.

SARABIA, B. A aprendizagem e o ensino das atitudes. In: COLL, C. et al. Os conteúdos na reforma: ensino e aprendizagem de conceitos, procedimentos e atitudes. Tradução Beatriz Affonso Neves. Porto Alegre: Artmed, 1998. p. 119-178.

SILVA, Angela Ferreira; LOPES, Maria Helena Baena. Uso de métodos antoconcepcionais entre adolescentes do ensino médio Adolesc. Saude, Rio de Janeiro, v. 15, n. 2, p. 102-112, abr/jun 2018.

UNAIDS. Relatórios e publicações, Brasilia,DF, 2019. Disponivel em: https://unaids.org.br/relatorios-e-publicacoes/ . Acesso em 2 de Fev de 2020.

ZABALA, A. A prática educativa: como ensinar. Tradução Ernani Rosa. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 1998.

Downloads

Publicado

2021-07-15

Edição

Seção

Artigos Científicos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)