O ENSINO REMOTO EMERGENCIAL NO CONTEXTO DA PANDEMIA E A INTENSIFICAÇÃO DAS DESIGUALDADES

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22407/2176-1477/2022.v13i3.2241

Palavras-chave:

Ensino público, Desigualdades educacionais, Ensino remoto emergencial, Exclusão digital

Resumo

Este estudo discute, em campo teórico, os efeitos produzidos na educação tecnologicamente mediada e ofertada à população em vulnerabilidade social e econômica durante a crise sanitária da Covid-19. A análise realizada por meio de uma pesquisa bibliográfica, teve como escopo a utilização das tecnologias digitais nos processos de ensino e aprendizagem em decorrência do fechamento das escolas nesse período. Constatou-se que o Ensino Emergencial Remoto deu destaque à intensificação do uso dos recursos digitais, independente da realidade vivenciada pelas diferentes classes e do funcionamento das estruturas econômicas no país. Outro fato verificado é que o inquietante cenário educacional deriva, entre outros fatores, das condições da educação pública, cujas sequelas da precarização do ensino, incidem fortemente sobre a população mais vulnerável. Desse modo, a desconsideração da realidade social majoritária no país, precarizou ainda mais a efetivação do ensino por intermédio de dispositivos tecnológicos, com grande figuração de defasagem na aprendizagem.

Biografia do Autor

Ana Carolinne Martins Silva, Universidade Estadual de Goiás

Graduanda em Pedagogia, vinculada ao Instituto Acadêmico de Educação e Licenciaturas da Universidade Estadual de Goiás.

Gislene Lisboa Oliveira, Universidade Estadual de Goiás

Especialista em Imunologia (UFG), Mestre em Biologia: área de concentração - Ecologia (UFG), Doutora em Educação (PUC - GO), Docente da Universidade Estadual de Goiás - UEG, lotada no Centro de Ensino e Aprendizagem em Rede - CEAR.
Participante como pesquisadora dos seguintes grupos de pesquisa e estudo: Kadjot (Grupo de Estudos e Pesquisas sobre relações entre tecnologias e a educação) e GEFOPI (Grupo de Estudos em Formação de Professores e Interdisciplinaridade.
Pesquisa na área de Inclusão Digital de Alunos de Jovens e Adultos em uma escola da Rede Municipal de Ensino de Goiânia e do Distrito Federal

Fernando Lionel Quiroga, Universidade Estadual de Goiás

Professor do Quadro Efetivo da Universidade Estadual de Goiás (UEG) na área de Fundamentos da Educação. Atua no Centro de Ensino e Aprendizagem em Rede - CEAR/Anápolis,desempenhando a função de Coordenação de Ensino. É Doutor (2017) e Mestre (2013) em Ciências pelo programa Multidisciplinar: Educação e Saúde na Infância e na Adolescência - Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP. Seus temas de pesquisa dialogam com os seguintes campos: educação em ambiente hospitalar, problemas da escola contemporânea, educação, sociologia, epistemologia da pesquisa, filosofia, saúde e processos educacionais. É autor dos livros: O mal-estar na contemporaneidade e suas expressões na docência (Ed. Paco) e A escola no hospital: histórias de vida e trajetórias escolares de adolescentes com câncer e de seus professores (CRV). Graduação em Filosofia (em andamento)(Graduação/Bacharelado) pela Universidade Federal de Goiás (UFG).

Referências

AGUIAR, Luciana; PANIAGO, Rosenilde Nogueira; CUNHA, Fátima Suely Ribeiro. Os impactos do coronavírus no saber fazer docente dos professores do ensino médio integral. Itinerarius Reflectionis, v. 16, n. 1, p. 01-22, 2020. DOI: https://doi.org/10.5216/rir.v16i1.65352.

ALVES, Lynn. Educação remota: entre a ilusão e a realidade. Interfaces Científicas, v. 8, n. 3, p. 348-365, 2020. DOI: https://doi.org/10.17564/2316-3828.2020v8n3p348-365.

ARAÚJO, Cláudia Helena dos Santos; OLIVEIRA, Natalia Carvalhaes de; ECHALAR, Adda Daniela Lima Figueiredo. EDUCAÇÃO E TECNOLOGIAS. Revista Plurais-Virtual (e-ISSN 2238-3751-ISSN 1984-3941), v. 10, n. 2, p. 136-153, 2020. Disponível em: https://www.revista.ueg.br/index.php/revistapluraisvirtual/article/view/11242. Acesso em: 12 mai. 2022.

BEHAR, Patrícia Alejandra. O ensino remoto emergencial e a educação a distância. Rio Grande do Sul: UFRGS, v. 14, n. 8, 2020. Disponível em: https://www.ufrgs.br/coronavirus/base/artigo-o-ensino-remoto-emergencial-e-a-educacao-a-distancia/. Acesso em: 12 mai. 2022.

BRASIL. Parecer CNE/CP n⁰ 5/2020. Reorganização do Calendário Escolar e da possibilidade de cômputo de atividades não presenciais para fins de cumprimento da carga horária mínima anual, em razão da Pandemia da COVID-19. Brasília: CNE, 2020a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=145011-pcp005-20&category_slug=marco-2020-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 02 mai. 2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Painel Coronavírus de monitoramento. Brasília, DF: MEC, 2020b. Disponível em: https://www.gov.br/mec/pt-br/coronavirus. Acesso em: 14 jun. 2022.

BRASIL, Magda Schmidt; GABRY, Maria Clotildes Felix; DE OLIVEIRA, José Ferreira. As Estratégias para Inclusão e Letramento Digital e o Contratempo da Pandemia. RECIMA21-Revista Científica Multidisciplinar-ISSN 2675-6218, v. 2, n. 6, p. e26485-e26485. 2021. DOI: https://doi.org/10.47820/recima21.v2i6.485.

CARVALHO, Sheyse Martins de; SILVA, Cláudia Adriana da; RODRIGUES, Jannyny Oliveira Fogaça. Análise da presença feminina no curso de licenciatura em Física da UFT. Cadernos de Gênero e Tecnologia, v. 13, n. 42, p. 126-135, 2020. DOI: 10.3895/cgt.v13n42.11444.

CASTIONI, Remi et al. Universidades federais na pandemia da Covid-19: acesso discente à internet e ensino remoto emergencial. Ensaio: Avaliação e políticas públicas em educação, v. 29, p. 399-419, 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-40362021002903108.

CETIC, Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação. Pesquisa TIC Educação. 2020. Resumo Executivo. Disponível em: https://cetic.br/media/docs/publicacoes/2/20211124200731/resumo_executivo_tic_educacao_2020.pdf acesso em 03 jun.2022.

DATAFOLHA/C6 BANK. O Impacto da Pandemia no Abandono Escolar no Brasil. 2020. Disponível em: https://medium.com/c6banknoticias/c6-bank-datafolha-4-milh%C3%B5es-de-estudantes-abandonaram-a-escola-durante-a-pandemia-c3eca99f09a8. Acesso em: 20 jun. 2020.

FERNANDES, Ana Paula Campos; ISIDORIO, Allisson Roberto; MOREIRA, Edney Ferreira. Ensino remoto em meio à pandemia do COVID-19: panorama do uso de tecnologias. In: Anais do CIET: EnPED: 2020-(Congresso Internacional de Educação e Tecnologias| Encontro de Pesquisadores em Educação a Distância). 2020. Disponível em: <https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2020/article/view/1757>. Acesso em: 10 jun. 2022.

FGV, Fundação Getúlio Vargas. Educação pode retroceder até quatro anos devido à pandemia. 2021. Disponível em: https://portal.fgv.br/noticias/educacao-pode-retroceder-ate-quatro-anos-devido-pandemia-aponta-estudo. Acesso em: 20 jun.2022.

FONTANA, Maria Iolanda; ROSA, Maria Arlete; KAUCHAKJE, Samira. A Educação sob o impacto da Pandemia Covid-19: Uma Discussão da Literatura. Revista Práxis ISSN: 2176-9230, v.12, n.1 (sup), 07-109. 2020. DOI: https://doi.org/10.47385/praxis.v12.n1sup.3506

FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS. Educação escolar em tempos de pandemia na visão de professores/as da educação básica. Portal FCC, São Paulo, n. 1, 2020. Disponível em: https://www.fcc.org.br/fcc/educacao-pesquisa/educacao-escolar-em-tempos-de-pandemia-informe-n-1. Acesso em: 16 set. 2020.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A gênese das pandemias e a interpelação à concepção dominante de natureza humana, de conhecimento e de educação. ORG & DEMO, v. 22, n. 2, p. 17-38, 2021. DOI: https://doi.org/10.36311/1519-0110.2021.v22n2.p17-38.

GUSSO, Hélder Lima; ARCHER, Aline Battisti; LUIZ, Fernanda Bordignon; SAHÃO, Fernanda Torres; LUCA, Gabriel Gomes de; HENKLAIN, Marcelo Henrique Oliveira; PANOSSO, Mariana Gomide; KIENEN, Nádia; BELTRAMELLO, Otávio; GONÇALVES, Valquiria Maria. Ensino superior em tempos de pandemia: diretrizes à gestão universitária. Educação & Sociedade, v. 41, 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/ES.238957.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Síntese dos Indicadores Sociais: Uma Análise das Condições de Vida da População Brasileira. ISSN 1516-3296, n. 44. 2021a. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/saude/9221-sintese-de-indicadores-sociais.html?=&t=resultados. Acesso em 06 mai. 2022.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua: Acesso à Internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal 2019. Livro Informativo. 2021b. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101794_informativo.pdf. Acesso em 06. mai. 2022

INSTITUTO PENÍNSULA. Sentimento e Percepção dos Professores Brasileiros nos Diferentes Estágios do Coronavírus no Brasil. 2020. Disponível em: https://www.institutopeninsula.org.br/wp-content/uploads/2020/12/Sentimentos_Fase4.pdf. Acesso em 01 jun. 2022.

LAMIM, João Eduardo; NASCIMENTO, Sandro Everton; CORDEIRO, Edvando Santos. Condições do trabalho docente durante as aulas remotas: desafios educacionais pós-pandemia. ReDiPE: Revista Diálogos e Perspectivas em Educação, v. 2, n. 2, p. 354-364, 2020. Disponível em: https://periodicos.unifesspa.edu.br/index.php/ReDiPE/article/view/1387 . Acesso em: 04 jun. 2022.

LIBÂNEO, José Carlos. O dualismo perverso da escola pública brasileira: escola do conhecimento para os ricos, escola do acolhimento social para os pobres. Educação e pesquisa, v. 38, p. 13-28, 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-97022011005000001.

MACEDO, Renata Mourão. Direito ou privilégio? Desigualdades digitais, pandemia e os desafios de uma escola pública. Estudos Históricos (Rio de Janeiro), v. 34, p. 262-280, 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/S2178-149420210203.

NÓVOA, António. Imagens do futuro presente. Lisboa: Educa, 2009. Disponível em: http://jornadapedagogica.educacao.ba.gov.br/wp-content/uploads/2022/01/antonio-novoa-2009-professores-imagens-do-futuro-presente1.pdf. Acesso em: 04 jun.2022.

NIC.BR, Núcleo de Informação e Coordenação no Ponto BR. Desigualdades digitais no Espaço Urbano: Um estudo sobre o acesso e o uso da internet na cidade de São Paulo. 2019. Disponível em: https://cetic.br/media/docs/publicacoes/7/11454920191028-desigualdades_digitais_no_espaco_urbano.pdf. Acesso em 16 de jun. 2022.

OLIVEIRA, Aldimária Francisca P. de; QUEIROZ, Aurinês de Sousa; SOUZA JÚNIOR, Francisco de Assis de; SILVA, Maria da Conceição Tavares da; MELO, Máximo Luiz Veríssimo de; OLIVEIRA, Paulo Roberto Frutuoso de. Educação a Distância no mundo e no Brasil. Revista Educação Pública, v. 19, nº 17, 2019. Disponível em: https://educacaopublica.cecierj.edu.br/artigos/19/17/ead-educacao-a-distancia-no-mundo-e-no-brasil. Acesso em: 30 mai. 2022

PAIVA, Vera Lúcia Menezes de Oliveira. Ensino Remoto ou Ensino à Distância: efeitos da pandemia. Estudos Universitários: revista de cultura, v. 37, n. 1, p. 58-70, 2020. DOI: https://doi.org/10.51359/2675-7354.2020.249044.

PEIXOTO, Joana. Relações entre sujeitos sociais e os objetos técnicos: uma reflexão necessária para investigar os processos educativos mediados por tecnologias. Revista Brasileira de Educação. 2015, v. 20, n. 61 , pp. 317-332. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-24782015206103.

PEIXOTO, Joana. Tecnologias na mediação do trabalho pedagógico: uma nova perspectiva didática. Série-Estudos ISSN 1809-4490, v. 27, n. 59, p. 39-60, 2021. DOI: https://doi.org/10.20435/serie-estudos.v27i59.1586

ROCHA, Flavia Sucheck Mateus da; LOSS, Taniele; ALMEIDA, Braian Lucas Camargo; MOTTA, Marcelo Souza; KALINKE, Marco Aurélio. O uso de tecnologias digitais no processo de ensino durante a pandemia da Covid-19. Interacções, v. 16, n. 55, p. 58-82, 2020. DOI: https://doi.org/10.25755/int.20703.

SANTANA, Alba Cristhiane; DE ALMEIDA, Renato Barros. Mediação pedagógica em tempos pandêmicos: relatos de professores da educação básica. Revista Polyphonía, v. 31, n. 2, p. 207-225, 2020. DOI: https://doi.org/10.5216/rp.v31i2.67106.

TOURINHO, Luciano de Oliveira Souza; SOTERO, Ana Paula da Silva. Direito Educacional e o Ensino Remoto Temporário na Educação Superior Durante a Pandemia do Coronavírus: A Emergência da Transformação Digital. Revista Prâksis, v. 3, p. 253-274, 2021. DOI: https://doi.org/10.25112/rpr.v3.2590.

UNESCO [United Nations Educational, Scientific and Cultural Organisation]. Consequências Adversas do Fechamento das Escolas. 2020. Disponível em: https://pt.unesco.org/covid19/educationresponse/consequences:~:text=Maiorexposicaoaviolencianciatrabalhoinfantiligualmentecresce. Acesso em: 10 jun. 2022.

UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância. Enfrentamento da Cultura do Fracasso Escolar: Reprovação, Abandono e Distorção da Idade-Série. 2021. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/media/12566/file/enfrentamento-da-cultura-do-fracasso-escolar.pdf. acesso em: 06 mai. 2022.

UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância. Cenário da Exclusão Escolar no Brasil: Um alerta sobre os Impactos da Pandemia da Covid-19 na Educação. 2021b. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/media/14026/file/cenario-da-exclusao-escolar-no-brasil.pdf. acesso em: 06 mai. 2022.

UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância. Covid-19: Extensão da perda na educação no mundo é grave, e é preciso agir para garantir o direito à Educação. 2022. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/comunicados-de-imprensa/covid-19-extensao-da-perda-na-educacao-no-mundo-e-grave. Acesso em: 06 mai. 2022.

Downloads

Publicado

2022-10-03