MULTILETRAMENTOS NO CENÁRIO BRASILEIRO: percurso e desdobramentos

Autores

Palavras-chave:

Multiletramentos, Pedagogia, Brasil, Percurso

Resumo

O manifesto da pedagogia dos multiletramentos caminha para a sua terceira década e ainda hoje se mostra relevante, sobretudo em solo brasileiro influenciando através de suas ideias nossa educação. Nosso objetivo aqui foi, através de uma pesquisa bibliográfica, fazer um percurso acerca dos estudos sobre os multiletramentos e seus desdobramentos em solo brasileiro. Para tanto, debruçamo-nos em referencial teórico cujo cerne é a pedagogia dos multiletramentos. Concluímos pela atual importância que o manifesto possui para a educação brasileira e por uma necessidade constante de (re)ler o manifesto e analisá-lo criticamente quando de sua aplicação em contextos diferentes daqueles nos quais ele foi primeiramente pensado.

Biografia do Autor

Ricardo Tavares Martins, Instituto Federal do Sertão Pernambucano

Mestre em Letras, subárea Linguística, pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (2022), possui Especialização em Ensino da Língua Inglesa pela Universidade Regional do Cariri - URCA (2015) e Licenciatura Plena em Letras com habilitações em Línguas Portuguesa e Inglesa e nas suas respectivas Literaturas - URCA (2012). Iniciou carreira como docente em cursos de idiomas e escolas de ensino fundamental e médio (privadas e públicas) lecionando línguas portuguesa, inglesa e espanhola. Atualmente é professor EBTT (Ensino Básico, Técnico e Tecnológico) dedicação exclusiva Classe D II Nível 2 da rede federal de ensino no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano (IFSPE) onde atua nas disciplinas de Inglês, Português e Metodologia do Trabalho Científico. Faz parte do GELINSE - Grupo de Estudos Linguísticos do Sertão - onde concentra pesquisas nas seguintes áreas: Linguística, Linguística Teórica e Aplicada; Aquisição, Ensino e Aprendizagem de línguas (materna e adicional); Análise, aplicação e avaliação de materiais didático-pedagógicos envolvendo (multi)letramento(s) e teorias discursivas, sobretudo a Análise do Discurso de linha francesa.

Referências

ALENCAR, M. C. M. Breve panorama dos estudos de letramento(s) no Brasil - dos alfabetismos aos multiletramentos. UNILETRAS, Ponta Grossa, v. 37, n. 1, p. 123-140, jan/jun. 2015.

BEVILAQUA, R. Novos estudos do letramento e multiletramentos: divergências e confluências. RevLet – Revista Virtual de Letras, v. 05, nº 01, jan./jul, 2013.

BRASIL. Ministério da Educação. Orientações curriculares para o ensino médio. 2006.

CAZDEN et al. Uma pedagogia dos multiletramentos. Desenhando futuros sociais. (Orgs. Ana Elisa Ribeiro e Hércules Tolêdo Corrêa; Trad. Adriana Alves Pinto et al.). Belo Horizonte: LED, 2021.

COSTA SILVA, T. R. B. Pedagogia dos multiletramentos: principais proposições metodológicas e pesquisas no âmbito nacional. Letras, Santa Maria, v. 26, n. 52, p. 11-23, 2016.

COPE, B.; KALANTZIS, M.; PINHEIRO, P. Letramentos. Campinas-SP: Editora da Unicamp, 2020.

COPE, B.; KALANTZIS, M. “Multiliteracies”: New Literacies, New Learning, Pedagogies: An International Journal, v. 4, n. 3, p. 164-195, 2009.

GEE, J. P. Literacy and Education. Routledge, 2015.

GRUPO NOVA LONDRES. Uma Pedagogia dos Multiletramentos: Projetando Futuros Sociais. Tradução de Deise Nancy de Morais, Gabriela Claudino Grande, Rafaela Salemme Bolsarin Biazotti, Roziane Keila Grando. Revista Linguagem em Foco v. 13, n. 2, 2021. p. 101-145.

HISSA, D. L. A.; SOUSA, N. O. A Pedagogia dos Multiletramentos e a BNCC de Língua Portuguesa: diálogos entre textos. Revista (Con)Textos Linguísticos, Vitória, v. 14, n. 29, p. 565-583, 2020.

LUKE, A. Looking at the Next 20 Years of Multiliteracies: A Discussion with Allan Luke. [Entrevista concedida a] GARCIA, A; SEGLEM, R. Theory Into Practice, v. 57, issue 1, p. 72-78, 2018.

KALANTZIS, M.; COPE, B. Literacies. Australia: Cambridge University Press, 2012.

KATO, M. A. No mundo da escrita: uma perspectiva psicolinguística. Editora Ática, 1986.

KLEIMAN, A. B. Os significados do letramento: uma nova perspectiva sobre a prática social da escrita. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1995.

MONTE MÓR, W. Linguagem digital e interpretação: perspectivas epistemológicas. Trabalhos em Linguística Aplicada, n. 46(1), p. 31 - 44, Jan./Jun. 2007.

PAIVA, V. L. M. O. Manual de pesquisa em estudos linguísticos. - 1ª ed. - São Paulo: Parábola, 2019.

PINHEIRO, P. Sobre o manifesto “A pedagogy of Multiliteracies: Designing Social Futures” - 20 anos depois. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, n(55.2): p. 525 - 530, 2016.

______. A Pedagogia dos multiletramentos 25 anos depois: algumas (re)considerações. Revista Linguagem em Foco, v.13, n.2, 2021. p. 11-19.

RIBEIRO, A. E. Que futuros redesenhamos? Uma releitura do manifesto da Pedagogia dos Multiletramentos e seus ecos no Brasil para o século XXI. Diálogo das Letras, Pau dos Ferros, v. 9, p. 1-19, 2020.

______. Apresentação. In: CAZDEN et al. Uma pedagogia dos multiletramentos. Desenhando futuros sociais. (Orgs. Ana Elisa Ribeiro e Hércules Tolêdo Corrêa; Trad. Adriana Alves Pinto et al.). Belo Horizonte: LED, 2021.

ROJO, R.; MOURA, E. Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012.

_______. Letramentos, Mídias, Linguagens. São Paulo: Parábola Editorial, 2019.

STREET, B. Letramentos sociais: Abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação; tradução Marcos Bagno. - 1. ed. - São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

THE NEW LONDON GROUP. A Pedagogy of Multiliteracies: Designing Social Futures. Harvard Educational Review, v. 66, n. 1, Spring 1996, p. 60-92.

Downloads

Publicado

2022-07-14