CRISE HÍDRICA DE 2014-2015 NO SUDESTE DO BRASIL: ANÁLISE NAS REVISTAS SCIENTIFIC AMERICAN BRASIL E VEJA

Rafael Vargas Marques, Marcelo Borges Rocha, Rosa Maria Formiga Johnsson

Resumo


O Sudeste do Brasil foi surpreendido por uma crise hídrica de consideráveis impactos socioambientais no biênio 2014-2015. A questão envolve a região mais populosa do país e o uso de água, recurso natural limitado e insubstituível. A relevância se acentua por conta de a necessidade de água potável estar diretamente relacionada à subsistência humana. Neste contexto, os meios de comunicação exercem papel fundamental ao informar o cidadão acerca de situações relevantes para a sociedade. Dessa maneira, a Divulgação Científica também funciona como intermediária entre o que acontece no ambiente e a população. Assim, o presente estudo analisou de que forma o tema crise hídrica no Sudeste foi veiculado pelas revistas Scientific American Brasil e Veja. O foco de análise foram as imagens divulgadas pelas revistas. O período de análise foi de 2013 a 2016, compreendendo desde o início da seca severa até o final da crise hídrica pelos gestores institucionais. Para poder identificar, classificar, categorizar e analisar o que foi veiculado, utilizou-se a Análise de Imagens e a Análise de Conteúdo. Esses instrumentos fundamentaram metodologicamente a análise, que foi realizada tanto pelo aspecto quantitativo como qualitativo. Os resultados mostraram a diferença na forma como essas duas revistas apresentaram a crise hídrica à população. Os resultados da pesquisa também evidenciaram que a Scientific American Brasil priorizou o uso quantitativo das imagens, tendo estas poucas funções ou conectividade com o aspecto textual do conteúdo. Ao passo em que a Veja, mesmo apresentando resultados quantitativamente diversos, seja em diversas tipologias, ou nos fenômenos de conotação e polissemia, explorou as múltiplas funções imagéticas, assim como articulou a leitura das imagens com o conteúdo textual.

Palavras-chave


divulgação científica; crise hídrica; sudeste; análise de imagens

Texto completo:

PDF

Referências


ALFERES, S. C.; AGUSTINI, C. L. H. A escrita da Divulgação Científica. Horizonte Científico, v. 2, n. 1, 2008.

ÁLVARES, M. R.; SCHMITT, V. Análise de Imagem: da teoria à prática. In: 4° CONGRESSO INTERNACIONAL DE PESQUISA EM DESIGN, 2007, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro, 2007.

ANA. Agência Nacional de Águas. Encarte Especial Crise Hídrica. Conjuntura dos Recursos Hídricos no Brasil - Informe 2014, Brasília, ANA, 2014.

ANA. Agência Nacional de Águas. Conjuntura dos Recursos Hídricos no Brasil - Informe 2015, Brasília, ANA, 2015.

ANATEC. Associação Nacional de Editores e Publicações. Disponível em: . Acessado em: 25 de junho de 2017.

AUGUSTI, A. R. Jornalismo e comportamento: os valores presentes no discurso da revista Veja. 2005. Dissertação em Comunicação e Informação, UFRS, Porto Alegre 2005.

BARBOSA, V. Drama da água: sinais do colapso a conta-gotas no Sudeste. Disponível em: Acessado em: 8 de março de 2017.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. 7 ed. Paris: Presses Universitaires de France, 1977. p. 291.

BERNARDES, E. S.; VARÃO, F. E.; SILVA, C. V. O aquecimento global na imprensa especializada e não-especializada: estudo comparativo das revistas Pesquisa Fapesp, Scientific American Brasil, Veja e Carta Capital. In: XIII ENCONTRO LATINO AMERICANO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA e IX ENCONTRO LATINO AMERICANO DE PÓS-GRADUAÇÃO, 2011. Anais… Universidade do Vale do Paraíba, 2011.

BRAGA, B.; KELMAN, J. Facing the challenge of extreme climate: the case of Metropolitan São Paulo. Water Policy, v. 18, n. S2, p. 52-69, 2016.

BUENO, W. C. Comunicação científica e Divulgação Científica: aproximações e rupturas conceituais. Informação & Informação, v. 15, n. 1 especial, p. 1-12, 2010.

CARVALHO, C. P. Divulgação Científica nas revistas Scientific American Brasil e Superinteressante. Informação & Informação, v. 15, n. 1 especial, p. 43-55, 2010.

COSTA, L. F.; FARIAS JUNIOR, J. E. F. ; FORMIGA-JOHNSSON, R. M. ; ACSERALD, M. V. Crise hídrica na Bacia do rio Paraíba do Sul: enfrentando a pior estiagem dos últimos 85 anos. Ineana, v.3, p.26-47, 2015.

FERNANDES, F. A. M.. O papel da mídia na defesa do meio ambiente. Ciências Humanas – UNITAU, v. 7, n. 2, 2001.

GALDINO, K. Comunicação da Ciência: identificação da temática ambiental na revista brasileira de Divulgação Científica Scientific American. In: IV ENCONTRO DOS NÚCLEOS DE PESQUISA DA INTERCOM, 2004. Anais… 2004.

GOUVÊA, G. Imagem e Formação de Professores. Ensaios, ano 7, n. 13-14, 2006.

GRILLO, S. V. C. Dimensão verbo-visual de enunciados de Scientific American Brasil. BAKHTINIANA, v. 1, n. 2, p. 8-22, 2009.

GRILLO, S. V. C.; DOBRANSZKY, E. A.; LAPLANE, A. L. F. Mídia impressa e educação científica: uma análise das marcas do funcionamento discursivo em três publicações. Cad. Cedes, v. 24, n. 63, p. 215-236, 2004.

HEINZ, N. P.; FONTANA, P. D.; FERNANDES, M. R. S.; SILVA, M. D. M. Aquecimento Global e Efeito Estufa: análise de coberturas das revistas Veja, IstoÉ e Época no ano de 2006. In: IX CONGRESSO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO NA REGIÃO SUL, 2008, Guarapuava. Anais… Guarapuava, 2008.

INEA. Instituto Estadual do Ambiente do Rio de Janeiro. Vamos falar sobre segurança hídrica. Disponível em: Acessado em 11 de setembro de 2017.

KAUFFMAN, G. J. Governance, Policy, and Economics of Intergovernmental River Basin Management. Water Resour Manage, v. 29, p. 5689-5712, 2015.

LAVILLE, C; DIONNE, J. A construção do saber; manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Belo Horizonte: UFMG, 1999.

MARANHÃO, C. O Poder da Imagem Fotográfica: Uma Análise das Imagens de Luiz Inácio Lula Da Silva Durante As Campanhas Presidenciais de 1989 e 2002, Publicadas nas Revistas Veja e Istoé. Revista Brasileira de Marketing, Cenários da Comunicação, v. 7, n. 1, p. 13-22, 2008.

MARQUES, R. V. Análise da temática ambiental na revista Scientific American Brasil. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso de Gestão Ambiental - CEFET/RJ, Rio de janeiro, 2013.

MARTINS, I.; GUARACIRA, G.; PICCININI, C. Aprendendo com imagens. Ciência e Cultura, v. 57, n. 4, 2005.

MORAES, C. H.; GIRARDI, I. M. T. As Cheias de 2010 na Revista Veja: a Narração Jornalística Diante do “Inesperado”. Ação Midiática – Estudos em Comunicação, Sociedade e Cultura, v. 1, n. 2, 2011.

NASCIMENTO, P. C. Jornalismo em revistas no Brasil: um estudo das construções discursivas em Veja e Manchete. 1 ed. São Paulo: Annablume, 2002. p. 186.

OLIVEIRA, C. I. C.; GOUVÊA, G.; RIBEIRO, L. B.; WILKE, V. C. Imagem e Educação. Rio de Janeiro: Fundação CECIERJ, 2008. p. 191.

PIMENTA, M.; GOUVÊA, G. Imagens na Divulgação Científica em jornais de grande circulação no Brasil. In: VII ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISADORES EM CIÊNCIA, 2009, Florianópolis. Anais… Florianópolis, Abrapec, 2009.

REIS, A.; FERNANDES, C. M.; O Enquadramento da Crise Hídrica na Revista Veja. ECCOM, v. 7, n. 13, 2016.

ROCHA, D.; DEUSDARÁ, B. Análise de Conteúdo e análise do discurso. Alea, v. 7, n. 2, p. 305-322, 2005.

SABACK. L. O papel da comunicação na conscientização do consumo de água. Gestão local de recursos hídricos: uma reflexão para a cidade do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: PUC-Rio - NIMA, 2016. p. 70-84.

SANTOS, J. F. Leitura de imagens dos livros: “Onda” e “Uma história de amor sem palavras”. 2013. Monografia em Pedagogia, UNIRIO, Rio de Janeiro, 2013.

SCIENTIFIC AMERICAN BRASIL. Revista Scientific American Brasil, edição especial n° 63 - Exaustão das Águas, fevereiro/março de 2015. Disponível em: Acessado em 4 de julho de 2017.

SILVA, C. R.; GOBBI, B. C.; SIMÃO, A. A. O uso da Análise de Conteúdo como uma ferramenta para a pesquisa qualitativa: descrição e aplicação do método. Organizações Rurais e Agroindustriais, v. 7, n. 1, p. 70-81, 2005.

SOUZA FILHO, F. A.; FORMIGA-JOHNSSON, R. M.; STUDART, T. M. C. e ABICALIL, M. T. From Drought to Water Security: Brazilian Experiences and Challenges. In: World Water Forum. (Org.). Global Water Security. Singapore: Springer, p. 233-265.

SOUZA, P. H. R. Análise da sistemática filogenética na revista Scientific American Brasil. Dissertação em Ciência, Tecnologia & Educação, CEFET/RJ, Rio de Janeiro, 2013.

VEJA. Revista Veja, edição n° 2400, de 26 de novembro de 2014. Disponível em: Acessado em 30 de junho de 2017.

VEJA. Revista Veja, edição n° 2410, de 28 de janeiro de 2015. Disponível em: Acessado em 4 de julho de 2017.

VEJA. Revista Veja, Mídia Kit da revista, 2017. Disponível em: Acessado em 1° de julho de 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.22407/2176-1477/2020.v11i1.1120

ISSN: 2176-1477