OBTENÇÃO DE UM FLOCULANTE ORGÂNICO DE CAMARÃO PARA APLICAÇÃO COMO QUELANTE DE COBRE

Paloma Pereira Cacique, Carine Mota Alves, Alexandre Pereira Wentz, Samuel Marques Macedo

Resumo


O crescente desenvolvimento do uso industrial de metais pesados em mineração, baterias, fertilizantes, curtumes e instalações galvanoplásticas levaram ao aumento de emissões de metais em ambiente aquáticos. Isso representa uma grande preocupação visto que, alguns metais são extremamente tóxicos, mesmo em baixas concentrações. O projeto em questão visa a redução de cobre no meio aquático, utilizando como quelante a quitosana. Esta é um polissacarídeo catiônico que age como floculante e é obtida através da reação de desacetilação da quitina em soluções alcalinas. Anteriormente ao processo de desacetilação, ocorre a obtenção da quitina, que segue as etapas de desproteinização, desmineralização e despigmentação da carapaça do camarão. Através do método de troca iônica, a quitosana se mostrou eficaz ao apresentar uma porcentagem de aproximadamente 99 % de extração de cobre da água, em 2 minutos sobre agitação, utilizando 0,08 g de quitosana, com o coeficiente de correlação ao quadrado (R2) igual a 0,9996. 


Palavras-chave


QUELANTE, QUITOSANA, COBRE, CHUMBO.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22407/1984-5693.2017.v9.p.80-89

PARA FAZER O DOWNLOAD DAS NORMAS PARA PUBLICAÇÃO, ACESSE O ARQUIVO EM PDF DISPONÍVEL NO VOLUME 2 (2010).

Este periódico está indexado em:

 

Resultado de imagem para livre periodicos na internet

Esta revista participa do programa: