OLIMPÍADA CIENTÍFICA COMO INFLUÊNCIA FORMATIVA NO ENSINO BÁSICO

Juliana Delucia, Matheus Martins da Silva, Brenda Carolina Estevam, Gabriela Carvalho Alves, Marcella Mazzarin Bárbara, Vera Aparecida Tiera, Jackson Gois

Resumo


Nesse trabalho apresentamos o relato de experiência de uma olimpíada de ciências realizada com o objetivo de aproximar alunos de ensino básico da universidade pública. O grupo PIBID Química da UNESP Rio Preto elaborou e executou as atividades aqui relatadas, a partir de onde coletamos dados que mostram o que chamamos de “influência formativa” das atividades. Em especial, defendemos que atividades dessa natureza devem ser elaboradas com foco mais amplo, para além da mera disputa e premiação. Percebemos que a aproximação desses alunos de ensino básico na direção da universidade tem o potencial de modificar sensivelmente suas percepções sobre ciências.

Palavras-chave


olimpíada de ciências; divulgação científica; influência formativa; pibid

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22407/2176-1477/2017v8i2.687

ISSN: 2176-1477