ESTRATÉGIAS INTERATIVAS PARA A EDUCAÇÃO E PROMOÇÃO DA SAÚDE NO ENSINO DE JOVENS E ADULTOS: UMA EXPERIÊNCIA SOBRE TUBERCULOSE

Lucia Maria Pereira de Oliveira, Anna Cristina Calçada Carvalho, Tania Cremonini Araújo-Jorge

Resumo


Atividade educativa sobre a tuberculose (TB) foi desenvolvida em aulas de Ciências com alunos do Programa de Educação de Jovens e Adultos da cidade do Rio de Janeiro (RJ). A TB é uma doença infectocontagiosa causada pelo bacilo Mycobacterium tuberculosis. O RJ tem uma das mais altas incidências de TB no Brasil e ocupa o primeiro lugar em relação à taxa de mortalidade. O objetivo foi promover e trocar conhecimentos sobre a TB. Para isso adotou-se a abordagem qualitativa e o uso de questionários, cuja análise indicou um conhecimento limitado sobre a doença por parte dos alunos. A metodologia Freireana e o Arco de Maguerez foram os referenciais teóricos usados. A estratégia didática baseou-se na formulação de textos, em rodas de conversa e em consultas na internet sobre TB. Os alunos participaram ativamente do processo, discutindo a doença e refletindo sobre as situações e hábitos de saúde adotados. O estudo culminou com a apresentação de uma peça teatral e a distribuição de folhetos sobre TB preparados pelos alunos. Essa experiência mostrou a importância de atividades interativas e dinâmicas para promover uma maior participação dos alunos no processo de ensino-aprendizagem, propiciando a compreensão da doença e contribuindo para a promoção da saúde e a prevenção de doenças entre jovens e adultos.


Palavras-chave


educação em saúde; tuberculose; programa de educação de jovens e adultos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22407/2176-1477/2017v8i2.621

ISSN: 2176-1477