UMA METODOLOGIA EM BUSCA DE UMA PRÁXIS CRÍTICA: ENTREVISTANDO PESQUISADORES DO CAMPO AMBIENTAL E ANALISANDO SUAS RESPOSTAS

Bárbara de Castro Dias, Alexandre Maia do Bomfim

Resumo


O objetivo deste artigo é detalhar em termos metodológicos como foram desenvolvidas e analisadas as entrevistas de uma pesquisa acadêmica do Mestrado em Ensino de Ciências do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), Campus Nilópolis, cujo tema foi “Em busca de uma práxis em educação ambiental crítica: contribuição de alguns pesquisadores do Brasil”. Para essa pesquisa, optou-se pela metodologia de entrevistas semi-estruturadas, que foram gravadas em áudio e, posteriormente, transcritas e analisadas através de uma interpretação livre, não obstante, dentro de uma sistematização que procurou apreender, na frequência de posicionamentos e ideias, os elementos principais do conteúdo apresentado pelos pesquisadores. Destarte, as entrevistas tiveram como objetivo principal a busca de elementos de uma práxis em uma educação ambiental que permita ao professor-pesquisador construir uma teoria e uma ação críticas, de fato, transformadoras. Aqui são apresentadas seis entrevistas.


Palavras-chave


Educação ambiental crítica; entrevista semi-estruturada; livre interpretação; metodologia de pesquisa.

Texto completo:

PDF